Home / Noticias Blog / Gold Classic dá espetáculo com mais de 50 máquinas em Curitiba

Gold Classic dá espetáculo com mais de 50 máquinas em Curitiba

Nem mesmo a pandemia e seus impactos foram capazes de impedir o sucesso de mais uma etapa da Gold Classic, a segunda na temporada. O Autódromo Internacional de Curitiba recebeu, no fim de semana, nada menos que 52 máquinas, divididas em sete categorias. O que igualou o recorde registrado ano passado em Interlagos.

As duas provas foram vencidas, na classificação geral, pelo gaúcho Leovaldo Petry e seu inconfundível Ford Maverick V8 laranja. Ele também dominou a categoria Premium, que teve o paranaense José Carlos Franzói e o catarinense Richard Heidrich, ambos de GM Omega, em segundo e terceiro . Os paulistas Marco Scalamandré e Rodrigo Garcia, com um protótipo Aldee, e o gaúcho José Antônio Sala, com um Fusca equipado com motor AP 2.0, completaram as cinco posições do pódio.

Na Super Classic a vitória nas duas corridas e na classificação final foi do paulista Mauro Kern, com um Puma. Os paranaenses Admir e Diego Pardo, pai e filho, ficaram em segundo com um Aldee, mesmo modelo dos gaúchos JB Rodrigues e César Vianna. Com o mesmo modelo, os paulistas Caio Lacerda e Humberto Guerra ficaram com a quinta posição. Suficiente para manter a liderança do campeonato, já que venceram as duas corridas de Cascavel. Em quarto na etapa curitibana ficou o paranaense Rafael Schuhli, de Puma.

A categoria Turismo Light teve vitórias do paranaense Paulo Henrique Costa e do catarinense Almir Morales nas duas corridas, ambos com o VW Voyage. Na soma de pontos, eles ficaram em quarto e segundo, respectivamente. O paulista Matheus Beccalli foi declarado vencedor na etapa com o quarto lugar na primeira corrida e a segunda posição na prova final . Com um VW Passat, ele assumiu a liderança do campeonato. A quinta posição coube ao gaúcho André Padrilha, que estreou com um VW Gol.

Porsche

O paulista Giovani Almeida, de Passat, ganhou as duas corridas pela Turismo Super, que teve a dupla paranaense Thiri Lorentz/Artur Bailo em segundo e o paulista Marcelo Kairis em terceiro, ambos com VW Gol. Leandro Kairis, irmão de Marcelo, foi o quarto com um Fiat 147. Leonardo Almeida, pai de Giovani, levou seu Porsche 914 à vitória na Força Livre depois do empate em pontos com Carlos Estites, que enfrentou problemas com seu Ford Escort na prova final, apontada como critério de desempate.

A categoria GT teve dois Puma nas primeiras posições. Com duas vitórias, o mineiro Guilherme Melo foi quem comemorou a vitória na soma dos pontos, com segundo lugar do paulista Willian Chahine. O gaúcho Nando Brock, com Bianco S, o paulista Reinaldo Cangueiro, com Farus TS, e os paulistas Kadan Risso e Fábio Bensuaski, com VW Karmann-Ghia, completaram o pódio. Cangueiro, vencedor das duas corridas na etapa de Cascavel, segue na liderança de campeonato, com Melo em segundo.

A categoria Gold Speed, com três carros no grid, revelou o primeiro título de 2020 na Gold Classic. Moacir Fighera e seu filho Daniel, correndo em dupla, repetiram as vitórias de Cascavel e asseguraram o título com um Fusca. Os catarinenses Rodrigo Pupo e Anderson Rieper levaram ao segundo lugar o modelo 1600 da Volkswagen – conhecido pelo apelido “Zé do Caixão” –, similar ao que deu a terceira posição aos gaúchos Jorge Machado e Cleveland Soares.

A temporada 2020 da Gold Classic será concluída no dia 28 de novembro, em Interlagos. Com expectativa de novo recorde de inscritos, confirmando a força dos clássicos nas pistas brasileiras.

Curtiu? Então siga o Racemotor nas redes sociais:
Facebook
Twitter

Instagram



Fonte: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

Leilão beneficente vai arrecadar recursos para população carente de Curitiba e RMC

Leilão beneficente vai arrecadar recursos para população carente de Curitiba e RMC

Projeto social Mãos que Valen produz muro de 4 milénio sanduíches e 300 refeições completas …

Call Now Button