Home / Noticias Blog / Sistema de transporte coletivo em São José dos Campos tem baixo índice de contágio pelo novo coronavírus

Sistema de transporte coletivo em São José dos Campos tem baixo índice de contágio pelo novo coronavírus

Prefeitura tem realizado a sanitização dos pontos do transporte coletivo. Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Pesquisa encomendada pela prefeitura aponta que apenas 5,8% dos pacientes recuperados disseram acreditar que foram contaminados nos ônibus urbanos

ALEXANDRE PELEGI

Num momento em que muitas informações atribuem ao sistema de transporte coletivo o maior risco de contágio do novo coronavírus, uma pesquisa em entre os pacientes recuperados de covid-19 em São José dos Campos mostra uma diferente realidade.

Sondagem feita pelo Ipplan – Instituto de Pesquisa e Planejamento, realizada na semana passada, do dia 22 ao dia 24, aponta que apenas 5,8% acreditam ter sido contaminados nos ônibus urbanos.

Durante os 3 dias do levantamento solicitado pela Prefeitura, 515 pessoas responderam as questões.

Para a coleta dos dados, os pesquisadores aplicaram o questionário por telefone, com escolha aleatória em todas as regiões da cidade: sul (31%), leste (30%), centro (13%), oeste (10%), norte (9%) e sudeste (7%).

Estratificados por sexo, faixa etária e bairro de residência, o público-alvo teve 265 mulheres (51%) e 250 homens (49%).

PESQUISA DA MARCOPOLO

Como mostrou o Diário do Transporte, a fabricante de carrocerias de ônibus Marcopolo divulgou em 18 de maio deste ano resultados de um estudo sobre saúde e segurança no transporte coletivo. Segundo a pesquisa, a renovação de ar no interior dos ônibus da marca é maior que em ambientes como mercados e aeroportos.

O estudo foi feito em parceria com a Universidade de Caxias do Sul. De acordo com a Marcopolo, todos os ônibus produzidos pela empresa obtiveram desempenho acima dos padrões exigidos pelas normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e também estão alinhados com as orientações e recomendações para renovação de ar e sistemas de ar-condicionado da OMS (Organização Mundial da Saúde) e Sociedade Americana de Engenheiros de Aquecimento e Ar-condicionado (ASHRAE).

Assim, neste estudo constatou-se que as carrocerias de ônibus Marcopolo, proporcionam uma renovação de ar até 63% maior do que a vazão exigida em estabelecimentos como supermercados (independente do porte), agências bancárias e saguão de aeroportos. Relembre: Estudo feito pela Marcopolo mostra que renovação de ar em ônibus é maior que em mercados e aeroportos

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Fonte: Post Completo

Sobre Hidro Curitiba

Verifique também

Quanto tempo durará sua linha de esgoto principal?

Benefícios de contratar uma empresa profissional de Desentupidora Curitiba de escritórios

Tubo entupido: razões para contratar uma Desentupidora Curitiba especializada em razão de a Desentupidora Curitiba …

Call Now Button